Bio

Sobre mim….aqui vai uma versão bastante completa:

Violonista e produtor nascido na Áustria e residente no Brasil há 14 anos, Michi Ruzitschka graduou-se no Brucknerkonservatorium de Jazz na Áustria. Logo em seguida ganhou uma bolsa para estudar nos Estados Unidos na renomada Berklee College of Music em Boston, onde passou quatro anos.

Mudou-se para o Brasil em 2003 e trabalhou ao lado de artistas como Toninho Ferragutti, Elba Ramalho, Chico César, Verônica Ferriani, Giana Viscardi, Luisa Maita, Rodrigo Campos, Paulinho Moska, Danilo Caymmi, Moreno Veloso, Kiko Dinucci e Tatiana Parra.

O trabalho autoral de Michi Ruzitschka nasce da sua pesquisa da tradição do violão brasileiro e inspirado por nomes como Garoto, Baden Powell, Rafael Rabello, Roberto Mendes, Yamandú Costa e Nelson Veras.

Seu primeiro disco solo, intitulado `SP`,  resume suas principais influências musicais vividas na metrópole paulista, passando por ritmos nordestinos e estilos da fronteira do Brasil, tais como chamamé e zamba argentina. A música africana e o Jazz Manouche também foram referências para a criação das composições originais.

O álbum tem 9 faixas, entre essas 7 composições originais, uma versão para violão solo do clássico `A flor e o espinho` de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito e uma versão instrumental de `Sem Ganzá Não é Côco` de Chico César. Michi é acompanhado por Marcos Paiva no contrabaixo, Pedro Ito na bateria e Guilherme Ribeiro no acordeon. O CD conta ainda com as participações especiais de Ricardo Herz no violin, de Alexandre Ribeiro no clarinete e do músico Bernhard Schimpelsberger na bateria.

Michi Ruzitschka é produtor do novo CD e DVD `Estado de Poesia` de Chico César e do CD de estréia `Voa` da cantora Larissa Baq.

Músicas de Ruzitschka foram gravadas pela Gafieira São Paulo e pelas cantoras Mariana Aydar, Manu Santos, Izzy Gordon, Joana Duah e Ana Paula da Silva, entre outras. Em 2008 e 2009 gravou os discos “Nosso“ e „Agora“ e em 2010 o DVD Viadutos de Dani Gurgel e produziu o disco „Bangüê” de Ilana Volcov.  Também participou dos discos “Franciscos” de Mateus Sartori e “Calmaria” de Guilherme Ribeiro. Apresentou-se em programas de TV como “Programa do Jô” e, “Som Brasil“ da TV Globo, “Bem Brasil” e “Ensaio” da TV Cultura e no reconhecido Festival de Jazz de Ouro Preto. Fundou o grupo Afroelectro que lançou em 2012 o CD honônimo no SESC Pompeia em São Paulo, e em 2014 o EP Mocambo. Em 2013 gravou o disco “Urbano” do gaitista Gabriel Grossi. Fundou o grupo Trigonotron, cujo disco foi lançado em 2015

Atualmente Michi integra o Ricardo Herz Trio, com o qual se apresentou em numerosas viagens pelo Brasil, Israel, França, Inglaterra, na WOMEX 2012 (Grécia) e no JAZZAHEAD 2013 na Alemanha, uma das mais conceituadas feiras de jazz do mundo. O trio tem 2 discos lançados. Junto com a cantora Giana Viscardi lançou o CD `Coffee & Music` no Japão e na Coréa pelo selo Rambling Records, onde também fizeram duas turnês.  Ruzitschka foi também convidado a participar da série de documentários `Música Imigrante`, realizado pela RedBull a propósito do especial `SP 462 anos`, sobre músicos estrangeiros na cidade de São Paulo.

`A primeira vez quando vi Michi tocando fiquei intrigado, porque ele tocava com suínge de João Bosco, de Baden Powell.` CHICO CÉSAR

`Ruzitschka toca sambas com uma levada que nada fica a dever a muito bambambã brazuca.` LAURO LISBOA

ENGLISH:

Michi Ruzitschka is an Austrian guitarrist and producer who is based in São Paulo, Brazil for more than a decade. He graduated from the Bruckner University in Austria and continued his studies at the Berklee College of Music in Boston, USA.

After moving to Brazil in 2003 he worked alongside reknowned Brazilian artists like Toninho Ferragutti, Elba Ramalho, Chico César, Tatiana Parra. Verônica Ferriani, Giana Viscardi, Luisa Maita, Rodrigo Campos, Paulinho Moska, Danilo Caymmi, Moreno Veloso, and Kiko Dinucci.

Ruzitschka plays the 7 string acoustic guitar, his work is strongly inspired by the great tradition of the Brazilian guitar style with names as Garoto, Baden Powell, Rafael Rabello, Roberto Mendes, Yamandú Costa and Nelson Veras.

His debut solo album `SP` is a personal artistic resume of living in the biggest city of South America. His original compositions are influenced by rhythms from the Brazilian Northeast, styles from the southern border area like chamamé, but also Gypsy Jazz or African music. The CD opens with a solo version of the samba classic `A Flor e o Espinho` by Nelson Cavaquinho (arranged in chamamé), followed by 7 original tracks and finishes with an instrumental version of `Sem Ganzá Não é Côco` by Chico César. Featured musicians are Marcos Paiva on acoustic bass, Pedro Ito on drums, Guilherme Ribeiro on acordeon as well as special guests Ricardo Herz on violin, Alexandre Ribeiro on clarinete and the London-based drummer Bernhard Schimpelsberger.

Michi Ruzitschka is the producer of the new CD and DVD `Estado de Poesia` by Chico César, Larissa Bacq’s debut álbum `Voa`, and is member of the Ricardo Herz Trio, with who he played concerts throughout Brazil and around the globe in countries like Israel, France, England, Ireland, as well as shows at the WOMEX in Greece and the JAZZAHEAD festival in Germany.

Together with the Brazilian Singer Giana Viscardi he released the CD `Coffee & Music` in Japan and South-Corea, where they toured as well.

He was also a featured musician on the the documentary `Música Imigrante`, a web series about foreign musicians in São Paulo, produced by RedBull on the occasion of the 462nd aniversary of the city.

“The first time I saw Michi playing the guitar, I was astonished, because he plays with the groove and attitude of guys like João Bosco or Baden Powell.” CHICO CÉSAR